sexta-feira, 17 de junho de 2011

Pra começar do começo!!!

Pra começar do começo!!!


Dia 15 de abril de 2011, sexta-feira

Seletiva da Calourada da UnB
Todo mundo na FUP andando de corda bamba durante a aula, e surge a brilhante ideia de irmos de comboio para a seletiva de bandas da calourada no Darcy. Até então tudo bem. Paulo Hiram e sua Pedra90 pegaram uma carona comigo. Muitcho loucos! Passamos em casa troquei a farda do serviço e fomos. Ao chegar no Darcy encontrei com Brunão, Guizé, Rauel, Gibi, Pedro Cabiludo e outros, fizemos aquela concentração da rapeize, massa demais. Conforme a noite foi passando fui me sentindo mais fraco sem vontade de beber, na real queria ficar sentado o evento todo. Acabei ficando até umas 4 da manhã e fui embora depois de um rolo com o Gibi e os brothers dele.

Dia 18 de abril de 2011, segunda-feira

39º
Acordei com 39 graus de febre me sentindo muito mal. Lembro da Fernanda enchendo o saco logo de manhã... "Vamo, William, anda logo, toma um remédio e vai trabalhar! vagabundo" assim eu fiz!  Chegando no serviço já encontrei o Tiago "Fresco", e falei com ele que não estava bem. Subimos para sala, liguei minha máquina mas não conseguia nem focar a vista. Decidi que tinha que ir embora.
Deixei meu carro com a minha irmã e meu pai me levou pra casa. Chegando em casa tomei dipirona e dormi até de noite. A febre, porém, não passou. Fui com meu pai para o Hospital Santa Helena umas 10 da noite. O hospital tava lotado, tava levando umas duas horas para atendimento no balcão. Desistimos e voltamos pra casa.

Dia 19 de abril de 2011, terça-feira

É ela!
Acordei com febre novamente, nem pensamos em voltar para o Hospital Santa Elena e fomos direto para o Hospital Brasília. Fui atendido no pronto socorro e ao ver os exames o médico falou "É ela, DENGUE". Recomendação: duas semanas de repouso, muita água e dipirona em caso de febre. Nessas duas semanas ainda voltei algumas vezes no hospital para repetir os exames e ver se a Dengue aparecia na sorologia... e nada da maldita se confirmar, mas a médica disse que mesmo não confirmado no exame era Dengue mesmo.

Dia 2 de maio de 2011, segunda-feira

De volta ao trabalho + enjoos + vômitos
Dengue aparentemente curada deixando apenas alguns enjoos, que o médico disse poder ser de alguma bactéria que se instalou no buxo enquanto a imunidade estava baixa. De volta ao trabalho com a recomendação de procurar um Gastro que ficou marcada para o dia 09 de maio, uma semana depois. A médica marcou uma endoscopia para o dia 16 de maio, a terça-feira seguinte, mais uma semana depois e o resultado da endoscopia ainda iria levar mais uma semana para sair, ou seja, três semana de enjoos e vômitos praticamente diários.

Durante esse período errei muito, estava muito doente mas não conseguia enchergar isso, saia para trabalhar de manhã e no meio do caminho parava o carro para vomitar aquela coisa medonha e depois seguia em frente como se nada tivesse acontecido. Como diria o velho  "Não existem fracassos. Existem, apenas, ganhos de experiência. Desde que, é claro, você consiga aprender com os próprios erros."

Dia 24 de maio de 2011, terça-feira

1º Internação
No dia 24 de maio voltei para a emergência do hospital Brasília pois meus enjoos e vômitos não paravam e eu estava perdendo muito peso, cheguei aos 71 kg. Fiz uma série de exames e alguns resultados não estavam muito bons, como creatinina da função renal, hemoglobina, plaquetas e outros... Diante do meu quadro clínico a médica Amanda Tavares e o médico Ricardo Tomedi decidiram me internar para recuperar a função renal e realizar mais exames e buscar um diagnóstico do meu problema. "William vai pra casa hoje e amanhã você volta com roupa e disposição pra gente te internar e descobrir o que está acontecendo com você." Doutora Amanda.

Dia 25 de maio de 2011, quarta feira

Meu hotel!
Exames muitos exames!
Levantei na bad só de pensar que iria passar sabe se lá quantos dias no hospital, mas de boa vamos lá.
 Fiz tomografia, raio-x do corpo inteiro, milhões de coletas de sangue. Tenho que destacar alguns exames muito ruins que foram feitos nesses primeiros dias de internação: Tirar sangue da artéria é muito foda, a nurse enfia uma agulha 90° graus no seu pulso e fica procurando a artéria, mas até ela achar eu já tava branco passando mal e sentindo aquela agulha cutucando meus nervos. Muito ruim!!



Mas o grande campeão, esse nunca vou esquecer, foi a tal da punção de medula. Vou explicar como funciona. Da um look na imagem abaixo, parece bem simples né... mas não é!!

Primeiro você tem que ficar nessa posição desagradável de feto.
O médico utiliza uma agulha do tamanho de um canudo de refrigerante e começa a furar o osso da bacia com esse bagulho, ele até aplica uma anestesia local, que pra mim não fez diferença nenhuma. E o bicho vai enterrando aquela agulha gigante na sua bacia e fazendo força, muita força, a cama balançava todinha de tanta força que o cabra colocava no braço pra furar o osso, meu corpo tremia de tanta dor. Filho da &%$$$$. Dói e dói muito muito muito... véi eu até chorei pra você ter uma idéia, é foda demais. RECOMENDAÇÃO DE AMIGO--- Se um dia você precisar fazer esse exame peça para ser sedado, apesar de você sentir dor você não vai se lembrar dela depois.

Beleza terminou a tortura eu não conseguia nem sentar depois disso. Passaram uns quatro dias e o médico que estava me acompanhando--Gente fina o cara, depois falo mais dele, Dr. Alessandro Leal--
entrou no quarto meio que de supetão falando que tinha achado a causa do meu problema, que era mesmo uma doença no sangue como eles estavam suspeitando, mas que era necessário repetir o maldito exame PUNNÇÇÃO DEE MEEDDULAA... Nessa hora eu olhei pra ele e pensei "-Você tá de sacanagem, vou fingir que você nem falou isso.." Duas horas depois o médico já tava no quarto com a bendita agulha. Meu pai e a Cíntia viram o tanto que eu fiquei chocado em ter que fazer esse exame novamente e correram atrás de algum meio que aliviasse a dor do bagulho. No final das contas meu pai agilisou um sedativo dos bons com o médico e graças a JAH eu nem lembro do segundo exame, só fiquei com a bunda fudida heheheheh.

Dia 31 de maio de 2011, terça-feira

Diagnóstico - Leucemia
Foi no dia em que minha mãe chegou de Santa Rita, que foi o mesmo dia em que fiz a 2ª Punção de Medula. Precisei fazer esse exame de novo porque no resultado do primeiro exame apareceram células atípicas. O que pode significar muita coisa. A princípio até mesmo uma infecção poderia causar isso. Mas de certa forma os médicos já suspeitavam forte de uma doença no sangue. O médico tinha comentado com meu pai que poderia ser câncer, mas não falaram nada para mim. Nesse momento, meu pai ligou para a família toda, nem quis esperar o resultado definitivo. Isso gerou um reboliço. Quando minha mãe chegou no hospital eu estava totalmente grog, mutcho loko, ainda do sedativo que tinha tomado pra fazer o exame. A Fernanda deu uma conversada com a mãe pra ir preparando o território. Depois sentamos todos no quarto do hospital, eu estava contando todo o meu histórico para a minha mãe.

Minha ficha começa a cair a partir daí. O Alessandro já tinha comentado que "tinha orelha e bigode, podia ser gato ou coelho, mas que não seria mais uma simples virose. Daí já começou a adiantar que o tratamento seria feito por drogas quimioterápicas, que eu ficaria careca, possivelmente estéreo, que o tratamento seria longo, eu teria que me dedicar exclusivamente para a minha saúde, abandonando temporariamente faculdades e trabalho, mas que eu tivesse força e paciência, que eu tinha CHANCE. hehe (tomara! rs).

Na verdade, eu não entendo muito bem porque isso tá acontecendo comigo. Parece um jogo de loteria que acabei de tirar a sorte grande, afinal de contas eu não tenho nenhum amigo que tenha câncer ou que tenha ganhado na loteria hehehehehe

Dia 3 de junho de 2011, sexta-feira

Final de semana em casa!
Depois desse terremoto, meu médico resolve deixar eu passar o final de semana em casa e voltar na segunda para dar início ao tratamento. Recapitulando:  passei mais ou menos dez dias internado e agora ganho dois dias em casa... Tá bom né?! Hheheheh acho que não...

Cachoeira do Buriti - Pablo Morais
Quando sai do hospital, tive que correr atrás de um dentista pra fazer uma avaliação na dentadura e verificar se não tinha algo que pudesse dar problema em curto prazo. É comum a boca ficar toda fudida na quimioterapia o que  acaba dificultando a alimentação. A Cíntia ligou pra sua madrinha, tia Elda, que é dentista e na mesma hora ela nos atendeu. Fiz tudo, limpeza geral, radiografia da boca inteira e graças a Jah tudo certo, sem caries nem inflamações. Obrigadão, tia Elda!!! O final de semana foi de boa sem muitas badalações. Fui na cachoeira atrás de casa e lavei a alma, com certeza esse é um momento que valorizo muito. Cervejinha Liber 0% álcool, só o ori pra assistir Brasil e Holanda, festinha Junina do Bela à noite.
É esse o começo de uma nova fase na minha vida... Sei lá, por enquanto parece um pouco amedrontador, mas interessante ao mesmo tempo. Pensamento positivo sempre! 

Vou criar um post novo para cada ciclo da quimio que eu fizer e tentar contar os macetes e as bads.

16 comentários:

  1. Tá ficando massa, Nego! Ficou muito legal o layout! Só na good! Very Good!!! Depois ajuda minha mãe a arrumar o layout do blog dela... hehe

    "Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas... continuarei a escrever"

    "Já que se há de escrever, que pelo menos não se esmaguem com palavras as entrelinhas."
    Clarice Lispector

    Looove you!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Força Man! a DIRETORIA te espera para novas aventuras!
    tamo junto!

    ResponderExcluir
  4. Grande amigo William, estou com saudades brother, qualquer dia eu apareço por aí. Parabéns pelo blog, ficou muito maneiro. Grande abraço e força.

    "E tudo o que pedires em oração crendo o recebereis." Mateus 21.22

    ResponderExcluir
  5. Will! da próxima vc acerta os seis numeros da mega-sena!! muita força e energia positiva pra vc, sei que tu tem de sobra mas nunca é demais! quero te ver logo! eh noiss! beijoss
    Thaís

    ResponderExcluir
  6. Faaaala Caboco!!
    Fico doido dimais o blog hein!! bastante esclarecedor sobre a lla e o tratamento!! iniciativa muito boa!!
    tudo de bom aeh bixu, melhora rapido pra gente jogar aquele pokerzim hein! Saudações Celestes haha!
    abração William! tudo de bom pro aeh

    ResponderExcluir
  7. Oi Will, sou a juliana, irmã da Luiza Arraes, uma colega sua da facul. Vc não me conhece, mas eu tava de bobeira no facebook e td que tá na rede, já sabe... rs! Olha só, é pra te dizer que eu fiquei mto emocionada e feliz pela oportunidade de ver que é possível uma postura corajosa e generosa diante da vida, em qualquer situação e sempre. Obrigada pelos presentes: o conhecimento e a sensibilidade! Além da força e das boas vibrações pra sua saúde, pra retribuir, se fosse pra te dar algo mais em troca, seria uma dica de leitura, pras horas vagas e pros momentos de vontade pra isso. É uma obra de uns caras mto fodas que fazem uma abordagem corajosa, assim como vc está fazendo, da doença. Em frente! Abraços,
    Juliana: http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=74569&sid=001654292836806366942511&k5=22C1A25A&uid=

    ResponderExcluir
  8. William!!! Que legal isso aqui! A gente nem imagina como essas linhas que você está desenhando por aqui podem se cruzar com a vida de outras tantas pessoas ... e essa é a beleza da vida! Mas, olha, tamo junto aí! Força na piruca ... Aliás, a peruca já se foi tem tempo, né?! Vai ver foi isso: cortaram os cabelos de Sanssão! haha Você é um cara foda, Willian, tenho certeza que a vida saberá ser generosa com você, como você tem sido com ela! Bjo grande!

    ResponderExcluir
  9. Will, achei o máximo esse seu blog! =)

    Muito interessante vc descrever toda a sua saga até conseguir ter um diagnóstico e vai ser legal te acompanhar nisso tudo.. =). Espero conseguir te passar um pouco de força também!

    Me emocionei muito lendo os seus relatos. Você mostra tanta força, mesmo numa situação ruim, você consegue manter o bom humor, isso é muito importante!

    Queria dizer que realmente é normal você se perguntar por que isso está acontecendo com você. Às vezes algumas coisas ruins acontecem nas nossas vidas e geralmente depois que passamos por elas, ficamos mais fortes e melhores. É nisso que eu acho que você tem que focar (e onde acho que vc está focando! rs)... que apesar da "doença", você tem muuuuuita chance mesmo de se curar e, quer saber? Acho que você já agarrou com tudo a chance de sucesso do seu tratamento! Seus resultados mostram isso, né? ^^ Pra mim, você já venceu a leucemia desde o início, pois luta com tudo desde aquele momento!
    Acho que é uma experiência única para você e para todos nós que estamos de alguma forma participando da sua luta, porque numa situação como essa é que a gente mais cresce. Eu sempre achei vc e a Cíntia pessoas excepcionais, mas tenho certeza que vocês mudaram completamente a forma de enxergar o mundo... seus familiares também, com certeza! Eu que sou "apenas" amiga e não estou convivendo contigo já vejo algumas coisas de outra forma. A gente realmente tem que valorizar os momentos nessa vida =).

    Achei muito legal vc dizer que ficará engraçado o seu mural com as fotos do tratamento ^^. Enquanto muita gente se preocupa se o cabelo tá arrumado, se o nariz ficou muito grande, se a cara ficou boa na foto, se tá gorda, se tá magra... quantas futilidades, né? E quantas vezes a gente fica se preocupando com essas futilidades... ou se estressando por coisas bem menores!

    Tenha certeza que vc já inspira muitas pessoas! =)


    Um grande beijo para você! (meu e do Leo!! rsrs)


    Parabéns pelo blog!


    Déia

    ResponderExcluir
  10. ...... Poucos sao como vc mlk.

    ResponderExcluir
  11. É isso ai moleque, botei fé demais. Fiquei sabendo a pouco tempo do que está acontecendo, mas agora entendi direito. E tenho só que te parabenizar pelo que você tá passando pras pessoas. Uma lição de vida mesmo.
    E tendo a certeza que tudo dará certo, porque essa leucemia será pequena diante de tudo que tu ainda tem pra viver.
    Sorte e paz de espírito sempre meu brother.
    Saludos meu e da Ju e que tudo dê certo! Estamos torcendo e esperando por mais torcida daqui!

    ResponderExcluir
  12. Ficou massa maninho!!!! Mas... ESCLARECENDO UM PONTO HEHE....eu não disse vai trabalhar vagabundo, que merda de irmã seria eu rsrsrs..... eu disse "vamos ai vc compra um remédio, porque aqui não tem nada e vc não vai ficar em casa sozinho" hehehe.... fica melhor assim!!

    Bom ultimas notícias, esse porcaria de mucosite, li que e normal em pacientes em tratamento de leucemia e transplante de medula.... mais é bad, tem que cuidar....

    Força brother!!!
    I love you my bald

    ResponderExcluir
  13. Oi, Willian! Como é que vc tá? Não sei se vc se lembra de mim... sou prima da Maísa, de Santa Rita, e uma grande fan (e amiga) da sua mãe! Adorei o blog, muito astral! Manda um beijo pra sua mãe por mim... vou ligar pra ela essa semana! (O Márcio me passou alguns números de BSB). Um grande beijo pra vc tb! Vou acompanhar os seus posts com a certeza de que tudo vai ficar bem!
    Muita luz!
    Beijos
    Carol

    ResponderExcluir
  14. Força titi!

    A galera da FUP ta mandando boas vibrações pra vc o tempo todo!
    Muita luz ai.
    Arrocha o buriti e vamo que vamo!!!

    ResponderExcluir
  15. William, meu sobrinho lindo (por dentro e por fora), que excelente idéia vc teve de fazer um blog....Putz! Se todos fossem iguais a você (letra de música, antiga!rs) este nosso Planeta Azul seria muito melhor! Tenho orgulho de você, sobrinho, e te amamos muito! Pra mim, como disse uma sua amiga aqui, vc já venceu a Leukemia!!!! Mas é bom ir registrando tudo, um dia vai ajudar alguém, e te ajuda a estravasar também. Não fui ver vc porque estou acompanhando seu avô, não podemos estar com vc pessoalmente, mas estamos todos mentalizando energias positivas pra te ajudar. Vc é 1000, sobrinho. Que grande lição, pra todos! Beijo, beijo, beijo (na carequinha) e todo o meu amor e carinho. Tia Aurora

    ResponderExcluir
  16. William, muita força. Estarei torcendo e acompanhando a sua recuperação por aqui. Parabéns pela força cara !! Que Deus te abençoe um abraço !!!!

    ResponderExcluir